Olhe o que a bíblia fala:

E faz que a todos,pequenos e grandes,ricos e pobres,livres e servos,lhes sejam posto um sinal na sua mão direita,ou nas suas testas.AP13;16

Para que ninguém possa comprar ou vender,senão aquele que tiver o sinal,ou o nome da besta,ou o número do seu nome.AP13;17

Aqui há sabedoria,aquele que tem entendimento,calcule o número da besta ; porque é o número de um homem,e o seu número é seiscentos e sessenta e seis.AP13;18

Quando a FDA (Administradora de Drogas e Alimentos dos EUA) aprovou a implantação de microchips em humanos, a fabricante do aparelho afirmou que o mesmo salvaria vidas, permitindo que doutores obtivessem o histórico médico do usuário quase instantaneamente. A FDA concluiu que havia "garantias confiáveis" de que o chip era seguro, e uma subagência classificou o mesmo como uma das ‘tecnologias mais inovadoras’ de 2005.

Mas nenhuma das partes envolvidas citou que uma série de estudos toxicológicos e veterinários datados de 1996 classificaram que a implementação dos chips ‘induziram’ tumores malignos em ratos de laboratório. "Os microchips causaram os tumores", afirmou Keith Johnson, patologista toxicológico aposentado, numa entrevista sobre o estudo.

Especialistas em câncer revisaram a pesquisa e afirmaram que os resultados nos animais de teste não necessariamente refletem o que acontecerá em humanos, embora os mesmos sejam preocupantes. Alguns chegaram a pedir que pesquisas mais detalhadas sobre os chips sejam feitas antes da adoção em massa dos mesmos.

De acordo com a VeriChip, até o momento cerca de dois mil dispositivos RFID (identificação por rádio freqüência) foram implantados em seres humanos no mundo todo. A companhia insiste que seus chips são seguros.

 Mais informações: MSNBC