Latest Entries »

CASAMENTO CRISTÃO

Apesar de ser casado há 5 anos,é complicado falar de casamento cristão,porque bem sei  que  não é fácil conviver juntos,são duas pessoas diferentes compartilhando emoções e dificuldades .e o mais incrível é que se atraem,como dois pólos de energia;’um negativo e o outro positivo’.A verdade é que um tem que ceder ,pra que haja entendimento e os dois seguirem num só pensamento,pois bem veja o que a  ciência diz; que os homens são mais rápido no raciocínio matemático e espacial,são mais frios,tende a ser mais objetivo,não gosta de se prender a um relacionamento,passa mais tempo com os amigos,já as mulheres são melhores com as palavras,é mais emotiva,prefere algo mais complicado,busca uma relação duradoura e especial,mostra a todos o que sente.Mas para DEUS há diferença entre homem e mulher? O Éden é o ponto de partida de toda a ruína que vemos hoje. Embora a mulher tenha sido enganada pela serpente, que é o diabo, a responsabilidade maior cabe ao homem por ser o cabeça. Pode‑se perguntar: Onde estava o homem enquanto a mulher estava sendo enganada pela serpente? Ele era para estar junto com Eva, mas tudo indica que, ou estava só (e Deus havia criado a mulher para que o homem não ficasse só), ou ficou a observar a sedução da serpente sem no entanto se opor. A palavra de DEUS diz ;              “ Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? Mateus 19:5 .,então brigamos consigo mesmo?por que se somos um só,brigamos com alguém que não vemos !”Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.” Efésios 6:12 .As vezes o crente  chega a pensar que não consiguirá vencer as crises no casamento,mas aprendemos  que não devemos tomar atitudes precipitadas e deixar na mão de DEUS é o mais indicado.por que o motivo quase sempre fútil e demoníaco  nos leva a cegueira espiritual  e para um caminho muitas vezes com consequencias para  a eternidade,” Eis aí, pois, agora contra ti a mão do Senhor, e ficarás cego, sem ver o sol por algum tempo. E no mesmo instante a escuridão e as trevas caíram sobre ele e, andando à roda, buscava a quem o guiasse pela mão. Atos 13:11 ;” E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra”. 2 Crônicas 7:14 .Então pertindo desse princípio  vai aqui alguns conselhos : Para manter o casamento, é dar a Deus um lugar na vida do casal. O verdadeiro triângulo amoroso é formado pelo marido, pela esposa e por Deus. Quanto melhor o nosso relacionamento com Deus, tanto melhor será o nosso relacionamento com a companheira(o)da vida.Deus deve ser o centro da nossa vida, o Objeto de nosso supremo amor. A vontade dEle deve vir em primeiro lugar e deve ser feita com alegria. Então, da divina fonte, receberão, marido e mulher, aquele amor desinteressado e puro, que une, que faz feliz e bela a vida conjugal.

Embora possam surgir dificuldades, perplexidades, nem o marido nem a mulher devem abrigar o pensamento de que sua união é um erro ou uma decepção. Que cada um resolva ser para o outro tudo que é possível. Continuem, relembrem as primeiras atenções e gestos de carinho. Que um anime o outro nas lutas da vida. Procure cada um promover a felicidade do outro. Haja amor mútuo e muita paciência. Então, o casamento, em vez de ser o fim do amor, será como que seu começo.

Anúncios

PERSEVERANTE

Quem nunca pensou em desistir da vida cristã?

 É possível que em muitos momentos de nossa frágil caminhada cristã nossa mente tenha sido assaltada pela vontade de deixar tudo para trás e  abandonar o que construímos e cremos. Impulsos promovidos pelo pecado e pela teimosa humanidade que invade os pensamentos e os dias de homens e mulheres sujeitos ao desânimo e a apatia.

  Sabedor desta condição humana é que Jesus fala aos seus discípulos. Sua palavra é fortalecedora. Sem rodeios e com tamanha objetividade, Ele nos convida à perseverança. Somente na permanência haverá salvação. Sem retrocessos ou constantes recaídas, somos incentivados pelo Espírito a permanecer, quando muitos já desistiram; a acreditar, quando tantos entregaram os pontos e ficaram no meio do caminho.

 É evidente que o Senhor Jesus enfrentou diversos e tremendos obstáculos. Desde o seu nascimento até a sua morte, Ele não desistiu. Antes, foi obediente ao Pai e, impulsionado pela oração, conseguiu cumprir os objetivos que lhe foram propostos pelos céus.

 Se o seu coração está impregnado de razões para desistir, gostaria de incentivá-lo a olhar para Jesus. Ele é o autor e consumador de nossa fé ( Epistola do Apóstolo Paulo aos Hebreus 12.2) e o Alfa e o Ômega (Apocalipse 1.8). É certo que se Ele começou uma excelente obra em nós, irá terminá-la.

 Por tudo isto, permaneça firme. Aproxime-se do Senhor, continue em frente e você verá que vale à pena perseverar.

 

Deão Sérgio Andrade

APOCALIPCE—>04/09/2009

É com muita satisfação,que escrevo neste espaço mais uma vez,para expressar a minha alegria de poder compartilhar com vocês o aniversário do blog apocalice,que completa no dia 06/09/2009,dois anos.                                          Gostaria de agradecer a DEUS por mais este canal de bençãos e aos leitores e admiradores internautas, pela preferência e dizer-vos que não se trata de um blog profissional,mas simples e muito importante para mim,porque é uma forma que encontrei de retribuir o que "JESUS" fez por mim.E só para informação eu não entendia nada de internet e muito menos de blog,mas JESUS me fez entender e me ajudou a construir este sonho que se realiza quando atinge sua meta que é ganhar almas para  o SENHOR ,assim diz o SENHOR ;   " Saiba que aquele que fizer converter do erro do seu caminho um pecador, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados"TG5;20,porque entendo que tudo isto é obra do SENHOR JESUS  que está me usando para tal.glória a DEUS.Este foi o primeiro num total de quatro blogs que impulsionou a fazer o segundowww.correiogospel.blogspot.com,que publica notícias do meio evangélico;o terceiro ‘www.estudobiblico1.blogspot.com’ que publica estudos biblico e o quarto ‘www.estudobiblico2.blogspot.com’,que publica um transcrição da bíblia do seu esboço total.  Ao longo desses dois anos que quase coincidem com o tempo que tenho de evangélho,cresci muito espiritualmente e materialmente,juntamente com o blog,entretanto em meios a dificuldade que prejudicaram a atualização frequente do mesmo,como por exemplo a contaminação do pc por um vírus que deixou lento,quase  parandoteve problemas com a internete;ansiedade;impaciência;expectativa,etc..,consegui vencê-los.Estes últimos foram os mais difícieis de combater por que são fraquesas da alma,mas que atrapalharam a materialização e  concretização deste trabalho e que foram vencidas pela fé (daquele que vos fala) no SENHOR JESUS CRISTO,assim como esta escrito no livro de hebreus ,capítulo onze,versículo um que diz assim ; " Ora a fé é a certeza das coisas que se esperam,a convicção de fatos que se não vêem "                                                                                                                                                                                      E que venha p terceiro,o quarto,o quinto aniversário,crescendo a medida que o tempo passa,mas não perdendo a essencia dos primeiros anos,para que o SENHOR cuide deste ,como a menina dos teus olhos.

 
Márcio carvalho 

“Nada sabem os que carregam o lenho das suas imagens de escultura, e fazem súplicas a um deus que não pode salvar”  –  Isaías 45:20

Observando-se as festas do carnaval através dos anos, fica claro que a influência religiosa é muito grande.   A festa mais popular do Brasil é dominada pelo misticismo, e tornou-se uma festa religiosa onde os sambas enredo, em sua grande maioria, glorificam os deuses pagãos, entidades e orixás, que como sabemos nada mais são do que espíritos de demônios. 
São eles que, na verdade, comandam a “festa”; a carne somente não conseguiria produzir tanto estrago. 
A bíblia nos mostra que há quatro influências principais sobre a vida do homem: Deus, o mundo, a carne e o diabo.
Em se tratando de Deus deve haver exclusividade.  Não é possível que o seu controle seja compartilhado com a carne, o mundo ou com o diabo.  Quando, porém, as outras fontes dirigem a vida da pessoa elas se misturam e se confundem; fica difícil identificar onde começa uma e termina a outra. 
Elas agem em conjunto tornando a vida um círculo vicioso que só pode ser quebrado pela interferência sobrenatural do Espírito Santo de Deus.
“Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não vem do Pai, mas sim do mundo” I João 2:16.
O carnaval que era para ser uma festa popular, eminentemente folclórica, foi absorvendo toda a influência das religiões africanas, terminando por se apresentar hoje como uma verdadeira procissão religiosa, onde não apenas as imagens de escultura são carregadas, mas várias entidades e orixás são louvados e apresentados como aqueles que dirigem a vida das pessoas, sujeitando-as a todo tipo de caprichos.
Há alguns anos, ao observar os sambas enredo das escolas de samba publicados nos jornais verificamos que aproximadamente 80% deles faziam referência direta aos orixás, à umbanda ou aos deuses das religiões do baixo espiritismo.
Os dias de carnaval são dias onde até as pessoas mais ponderadas baixam a guarda e dão vazão aos anseios da carne, permitindo uma atuação mais livre por parte de Satanás. 
Os espíritos malignos tem mais liberdade de agir pois são convidados de honra, são louvados e exaltados nas avenidas e passarelas.   A luta das regiões celestes conforme descrita por Paulo fica mais perto das pessoas:
 “Pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniqüidade nas regiões celestes” – Efésios 6:12.
A época do carnaval deve ser não apenas um tempo para se resguardar dessa malignidade, mas também de interceder e buscar estratégias de Deus para levar a sua Palavra e o seu poder aos que estão escravizados pelo diabo.
Oswaldo Chirov

 

 

NATAL

Todos os anos, em todo o mundo, algumas pessoas guardam o dia escolhido pelos homens para comemorar o nascimento de Jesus. Algumas pessoas o guardam como um dia santo especial, enquanto muitas outras fizeram dele um tempo de comercialização, de interesses egoístas.As modernas comemorações do Natal têm pouco a ver com os fatos da Bíblia. A Bíblia não revela a data do nascimento de Cristo, nem mesmo o número de magos que o visitaram em Belém. As Escrituras não autorizam uma comemoração especial na igreja, nem um dia santo para comemorar o nascimento de Jesus. Evidentemente, a Bíblia não dá aprovação ao materialismo egoísta, tão comum nessa época do ano.Mas Jesus nasceu, e por um motivo muito bom. Ele veio para salvar-nos do pecado (1 Timóteo 2:6).  Ele é o Rei, não só dos judeus, mas de todos os homens (Mateus 28:18-20). Sua grande vitória veio, não com seu nascimento, mas com sua morte e ressurreição. Esta é a vitória que o faz nosso Redentor, digno de honra e adoração (Apocalipse 5:8-14).Hoje, precisamos imitar os magos, que procuraram tão esforçadamente encontrar Jesus. Não podemos nos contentar com as crenças tradicionais, as doutrinas humanas, ou os dogmas das igrejas. Temos que examinar as Escrituras (Atos 17:11). Temos que aceitar o que é certo e rejeitar o que é errado (1 Tessalonicenses 5:21-22). Temos que estar certos de que Jesus veio a esta Terra uma vez, e que ele voltará para chamar-nos ao julgamento (Atos 17:30-31;  2 Coríntios 5:9-10).Na época do Natal, quando muitas pessoas mostram uma religião superficial e falam sobre um Jesus desconhecido para elas, nós devemos lembrar que é possível ser só cristãos, seguidores de Jesus. Não devemos ensinar ou defender doutrinas de homens. Temos que simplesmente seguir a Jesus e encorajar outros a fazerem a mesma coisa.

Que possamos adorar a Cristo de acordo com a vontade dele!

 

 

 

CONSCIÊNCIA POLÍTICA


Muitos cristãos imaginam que não podem e nem devem buscar uma consciência política; que todo e qualquer pensamento político é ruim e significa ausência de espiritualidade; que pelo fato de serem cristãos devem buscar apenas o sobrenatural, deixando as coisas naturais para os não-cristãos. Mas devemos refletir sobre a nossa posição aqui na terra: ainda não fomos glorificados, não fomos morar no céu. Ainda estamos na terra e precisamos ter a consciência das coisas que acontecem aqui. Não devemos pensar que o posicionamento do cristão diante da política deve ser desinteressado ou displicente. O cristão deve, pelo contrário, estar atento a todas as questões políticas do seu país , Há muitos que diante das situações da vida conclamam as pessoas à rebelião: dizem que as pessoas precisam pegar em armas e usurpar o poder do tirano explorador, propondo uma revolta em massa contra as autoridades instituídas. Outros levantam a sua voz para falar mal do governo ou para criticar os governantes, e levantam difamações ou criam boatos para desestabilizar sua administração
Às vezes existe má compreensão quanto à sujeição às autoridades civis. Essa sujeição deve ser total enquanto as autoridades não exijam que a pessoa cometa pecados contra Deus. Em Atos 5, por exemplo, vemos que os apóstolos se sujeitaram ao Sinédrio e por isso não se rebelaram , mas não se submeteram à ordem de pregar o nome de Cristo. Eles reconheceram que precisavam obedecer às autoridades, mas também que a obediência a Deus é sempre prioritária (Atos 5.29). Portanto, não importa quem é a autoridade civil sobre um determinado país; o que importa é que os cristãos devem estar em submissão a essa autoridade, dentro do limite da obediência a Deus.
Essa realidade não é facilmente entendida pelas pessoas, mas temos como exemplo a história de José, filho de Jacó, que foi vendido como escravo ao Egito pelos próprios irmãos. Deus estava dirigindo a história, e José reconheceu isso quando afirmou: “Deus me enviou adiante de vós, para conservar a vossa sucessão na terra e para vos preservar a vida por um grande livramento. Assim, não fostes vós que me enviastes para cá, e sim Deus” (Gn 45.7,8). Ainda que os padrões de bondade de Deus não sejam semelhantes aos do ser humano, o cristão que conhece ao Senhor pode descansar, reconhecendo que no final de tudo a bondade do Senhor vai se manifestar com clareza.o cristão pode se sujeitar a toda instituição humana, porque ele sabe que acima dela está o Senhor.

APOCALIPCE

   Todo o estudo da palavra de DEUS deve ser considerado cuidadosamente sob o ponto de vista da fé.Sem esse fator,é impossível que ela possa ser compreendido e assim trazer qualquer benefício ao leitor.A bíblia é a revelação da salvação de DEUS para a humanidade;a revelação da vontade do seu criador para a sua criatura.E quando a pessoa se dispôe a praticar,então a felicidade deixa de ser ilusão e se torna realidade.Todos os livros da bíblia apontam direta ou indiretamente para o filho de DEUS,o senhor JESUS CRISTO.Mas o apocalipce é diferente de todos os demais,pois além de resumeir conhecimentos de todos os demais livros da bíblia,ainda ergue o que está caindo na fé,sustenta os que estão sendo provados na fé;Enfim ,abençõa a todos os que dele se utilizam sinceramente.E além de tudo,revela a excelência de JESUS aos seus servos.E é justamente assim que o apóstolo joão o inicia,dizendo; "Revelação de JESUS CRISTO que DEUS lhe deu,para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer." AP1;1 Se o apocalipce é uma revelaçaõ dada pelo DEUS pai ao DEUS filho,para que este venha mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer,então é certo que só os servos e somente eles ,compreendem o que estrá escrito.Até porque foi escrito para a igreja que estava passando por grandes dificuldades na época.Nquela altura,os cristãos que não renunciassem a sua fé em JESUS em troca do culto ao imperador romano,éram oferecidos a s feras e quimqdos vivos ou cozidos.É claro que devido ao simbolismo do livro,a maioria dos cristãos sinceros tem encontrados dificuldades para entender e desanimando da leitura.Mais ainda que haja dificuldades para a leitura e compreensão,continua sendo uma revelação para os seus servos em provação.E é preciso ter condições espirituais para entender.Como por exemplo,um coração igual a do daniel que se humilhando diante de DEUS,disse; "Voltei meu rosto ao Senhor DEUS,para o buscar com orações e súplicas,com jejum,pano de saco e cinza." DN9;3 Em seguida o anjo Gabriel veio ao seu encontro,para então responder à sua súplica,dizendo; Daniel,agora saí para fazer-te entender o sentido.No princípio das tuas súplicas,saiu a ordem,e eu vim,para to declerar,porque és mui amado;considera pois a coisa e entende a visão." DN9;22,23. Que DEUS,através do Espírito Santo,venha iluminar nossos corações,na leitura de sua palavra. AMÉM

FELIZ DIAS DOS PAIS

 Apesar de todos os obstáculos que o diabo coloca no caminho dos jovens, alguns demonstram a pureza de coração para se submeterem ao Senhor na sua juventude (Eclesiastes 12:1). Devemos agradecer a Deus pelos jovens fiéis.Alguns desses jovens se encontram sozinhos nas suas famílias, sem nenhum apoio dos seus pais. Pais incrédulos ou afastados de Deus não guiam os filhos no caminho de Deus e podem até atrapalhar a jornada do jovem discípulo. Nestes casos, o filho é obrigado ser obediente aos pais?Deus ordenou as relações humanas pela definação divina de diversos papéis. Estes papéis não determinam o valor de uma pessoa diante do Senhor, nem identificam superioridade moral ou espiritual. Os princípios de Deus governam relacionamentos entre seres humanos nesta vida, e devem ser respeitados por todos.Antes de considerar a situação de filhos e pais, vamos examinar as instruções de Deus sobre algumas outras relações humanas. Desta maneira, ficará mais fácil compreender a vontade dele para os filhos de pais descrentes● Submissão aos oficiais do governo. O Novo Testamento foi escrito durante o domínio do governo romano e seus imperadores pagãos e cruéis. Pedro falou para os cristãos sujeitarem-se às autoridades do governo (1 Pedro 2:13-17). Paulo ensinou a mesma coisa (Romanos 13:1-7) ● Submissão aos senhores no trabalho. Os cristãos sempre devem ser bons funcionários, mesmo quando os seus superiores não forem pessoas boas e justas (1 Pedro 2:18-20).Submissão ao marido. As mulheres devem ser submissas aos maridos. Mesmo se o marido for descrente, a mulher deve obedecê-lo (1 Pedro 3:1-2) ● E os filhos? Com estes exemplos, torna-se fácil entender que filhos de pais incrédulos ainda devem ser submissos. A instrução dada em Efésios 6:1-3 aplica-se geralmente aos filhos, tanto de pais cristãos como de pais descrentes ● Uma exceção importante. Em todos esses casos, devemos lembrar que a autoridade de Deus ultrapassa qualquer autoridade humana. Se uma pessoa em posição de autoridade mandar fazer algo que contradiz as ordens de Deus, os seus subordinados devem desobedecer aquela instrução e fazer o que Deus manda. O mesmo apóstolo Pedro que ensinou submissão ao governo recusou obedecer uma ordem dos líderes em Jerusalém, dizendo: “Antes, importa obedecer a Deus do que aos homens” (Atos 5:29).Deus espera que você guie seu filho para o céu. Provérbios 22:6 diz: "Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele." Este versículo nos mostra algumas coisas importantes: ì Ensina a criança: Deus espera que ensinemos nossos filhos. As crianças não conhecem instintivamente a diferença entre certo e errado; elas têm que ser ensinadas. í No caminho em que deve andar: Há um caminho certo. Nosso mundo confuso oferece muitas incertezas. Pessoas que não confiam em Deus nos dizem que não há nenhum caminho certo para viver. A Bíblia nos ensina que o único caminho certo, e o caminho em que devemos guiar nossos filhos, é encontrado em Jesus Cristo (João 14:6). î E, ainda quando for velho, não se desviará dele: O que você ensinar ao seu filho nos primeiros 20 anos de vida provavelmente determinará a direção que ele seguirá durante o resto de sua vida aqui. Mais importante ainda, seu ensinamento provavelmente o guiará a fazer a escolha de onde ele estará na eternidade. Ajude-o a fazer a escolha certa!
Educar uma criança é um desafio, mas vale o esforço. Um grande engenheiro pode planejar a construção de um edifício monumental que durará séculos, talvez até milênios. Mas, com o passar do tempo, seu nome será esquecido e o edifício será destruído. A obra dos pais é diferente. Você está moldando o caráter de um ser eterno que pode glorificar a Deus para sempre. Seu trabalho requer sacrifício e freqüentemente o deixará exausto. Ocasionalmente, você ficará frustrado. Mas jamais esqueça por que o está fazendo: você ama seu filho e quer o que é melhor para ele. Nada poderia agradar mais a você do que ver seu filho ir para o céu para ficar com Deus para sempre. A alma dele, como a sua própria, vale mais que todo o mundo: "Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma? Porque o Filho do homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos, e, então retribuirá a cada um conforme as suas obras" (Mateus 16:26-27).

PAI EU TE AMO
FONTE; ESTUDOS DA BÍBLIA
 
 

A informação vence o medo

Antes de tratar o seu filho como um delinqüente é preciso ter uma conversa franca, aberta e amigável com ele.
É disso que ele precisa no momento. Não adianta fingir que nada está acontecendo, ou tomar medidas que possam ser interpretadas como conivência com a droga.
Com calma e paciência, o assunto deve ser discutido de frente. Se o jovem vem de uma família bem estruturada, cujas relações são baseadas em diálogo e pais modelos, pode até chegar a experimentar drogas (eventualmente), porém, não fazem uso dela.
Na maioria das vezes o jovem parte para a primeira experiência por mera curiosidade, achando que pode parar quando quiser, alguns conseguem. Porém, outros acabam aumentando as doses; indo para as drogas mais pesadas e perigos
O pré-adolescente começa a se auto-afirmar, a buscar referenciais. Essa é uma fase de transição, um momento em que se começa a experimentar novas sensações por meio de coisas ofensivas e inofensivas. Eles se testam na família, na escola e nas drogas. “Nesta fase específica, o jovem está mudando, ou buscando um referencial, principalmente aqueles envolvidos com drogas. Em geral é uma fase em que o jovem se torna arredio e introspectivo”. A procura da droga já é um sinal de insatisfação, mas a dependência se estabelece numa reciprocidade: quando a droga é suficientemente forte para amarrar um jovem, e este fraco o bastante para se deixar envolver, tudo depende da história de vida de cada um.
Um viciado, de forma geral, é alguém que se vê num determinado momento, diante de uma série de conflitos e não tem estrutura para encará-los. E é aí que a droga funciona como válvula de escape: a droga libera tensões, é uma maneira de relaxar e de se aliviar.
Por mais que uma turma influencie um jovem, existem conflitos que o levarão a buscar a aceitação em um grupo que não a família. É na família que entram em cena forças emocionais como: medo, depressão, otimismo, teimosia, autoridade, submissão, protestos, rebeldia, obediência, diálogos, discussões. No caso dos adolescentes, a tudo isso ainda, se acrescenta o choque das gerações.
Não são as tenções que causam o conflito, mas a incapacidade de dimensionar, discutir e resolver essas tensões. E, para alguns jovens, a droga passa a ser vista como uma “saída”, para a solução das tensões. A família é um forte componente que influencia na decisão de o jovem buscar ou não a droga. Há vários tipos de família: há aquela em que o filho será sempre uma criança. Existem famílias que não há regras estabelecidas, enquanto outras não desenvolvem qualquer tipo de responsabilidade no filho. São alguns estilos de vida que não criam no adolescente a consciência de buscar soluções saudáveis para qualquer tipo de problema ou sofrimento.
Famílias marcadas por separações, ausência do pai ou da mãe, desarmonia ou falta de afeto também são alguns dos cenários, propícios para o surgimento de problemas como a droga. Sempre digo que, “o adolescente que vive num clima de insegurança na família mal constituída será uma presa fácil para a droga que vai preencher o vazio afetivo no qual ele cresceu”.
Quando vejo um jovem dependente de droga ,imagino o que este está sentindo,pois eu já sofri isso na pele .estudar a família ou procurar saber detalhes da história familiar.;procurar saber sobre o apoio, compreensão, diálogo. São atitudes importantes na aproximação entre pais e filhos, e, muitas vezes, são esquecidas. DEUS teve misericórdia de mim.
Não existe tratamento em clínicas especializadas,se estas não falam de DEUS.
Os pais lembram que os filhos não são mais crianças, mas também não o respeitam como adultos.
"A vara e a repreensão dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma, envergonha a sua mãe." (Provérbios 29 : 15) "E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor." (Efésios 6 : 4)
Levantar as causas do problema, aceitar falhas, enfrentar medos e insegurança não significa procurar culpados para condená-los. Nenhum pai ou mãe do jovem ou adolescente precisa ser execrado porque errou ou falhou. Quando dissecamos as causas do assunto, ou fazemos uma radiografia da família, estamos procurando meios de ajudar o jovem se encontrar, dialogar com os pais e viver bem em sociedade. É preciso, no entanto, deixar a vergonha e o preconceito de lado, reunir forças e coragem para enfrentar o problema. Aprendi muitas coisas durante esta luta e garanto que é doloroso. Mas essa, talvez, seja a ocasião para se fazer uma reavaliação de como tem sido a vida em família, e se propor a mudar o que for preciso: “Se alguém não cuida dos seus, e especialmente dos de sua própria família, negou a fé e é pior que um incrédulo.” (1Tm 5.8.)

Rosalice Santos Dias – Missão Êxodo
adapitado por Márcio borges de carvalho

FESTAS JUNINAS

Estamos numa época do ano em que acontecem, como em todos os anos, as ditas festas juninas, que apesar do nome acontecem também no mês de julho. Festas estas consideradas como folclóricas, mas que tem as suas raízes na idolatria. Vejamos: o Apóstolo João e o Apóstolo Pedro foram homens que serviram fielmente ao Senhor, mas eram homens comuns como nós que nasceram, cresceram, trabalharam, envelheceram e morreram (João de morte natural e Pedro foi crucificado de cabeça para baixo), mas nenhum deles ressuscitou como Jesus. Se não ressuscitaram estão mortos aguardando a volta do Senhor que virá buscar a Sua Igreja. Veja 1 Tessalonicenses 3: 16-17 que diz: "Pois o mesmo Senhor descerá do Céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressurgirão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor”.Ora, se festejarmos ou participarmos destes eventos, até mesmo simplesmente com a nossa presença, estamos sendo participantes de festa de ídolos, o que é contrário à Palavra de Deus que diz em Êxodo 20: 4-5 "Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás, pois Eu, sou o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a maldade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam". Isto é maldição. Em Atos 15: 20 Lucas diz que devemos nos abster das contaminações dos ídolos. Em 1 Coríntios 8: 1-13, o Apóstolo Paulo fala que "quanto ao comer das coisas sacrificadas aos ídolos, sabemos que o ídolo nada é no mundo, e que não há outro Deus, senão um só", no versículo 7 deste capítulo o Apóstolo diz que a nossa consciência poderá ficar contaminada.Também baseado na Palavra de Deus, tenho a considerar que qualquer festividade ou homenagem de caráter religioso a alguém que não seja o Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo é idolatria.